Home   |  Núcleo de Memória  |  Relembre  |  Contato  |  Agenda  |  Equipe  |
 
TEMAS DO ACERVO
O Movimento Escoteiro e o Colégio Santo Américo

 

Tendo em vista a formação moral e física das crianças da comunidade húngara, Dom Veremundo Tóth e Dom Valentim Simon começaram a desenvolver as atividades escoteiras nos anos de 1950, formando dois grupos: o de meninos (grupo nº 25, Szent Imre) e o de meninas (grupo nº 36, Kática Dobó). Na década seguinte, o escotismo foi incorporado pelo Colégio Santo Américo, sob a iniciativa de Dom Aniano Urdombi, que viria a completar seu cinqüentenário de escotismo durante sua estada com o grupo. Outro grande incentivador foi Dom Américo Gáczer.


Escoteiros húngaros. Década de 1960.

As atividades dos escoteiros do Santo Américo, grupo Xavantes 153/SP, eram voltadas para acampamentos e acantonamentos nos finais de semana e férias, com destinos como litoral e sul do Brasil, Minas Gerais, Brasília, Amazônia, Paraguai e o território dos índios Xavantes (São Marcos do Araguaia no Mato Grosso).

Dom Aniano com os índios. Década de 1970.

Nessas ocasiões, os escoteiros aprendiam na prática a achar soluções ao que foi proposto, para ampliação do universo cultural, religioso e social dos adolescentes e crianças.
Em detrimento da disponibilidade do Chefe Dom Aniano, o grupo Xavantes 153/SP perdeu sua força. Apesar de contar com o apoio e a participação dos ex-alunos do Colégio para continuar as atividades, a burocracia e a falta de um novo líder com bastante conhecimento e influência no movimento escoteiro foram responsáveis pela extinção do grupo na década de 1990.


Dom Aniano. 1967.

O Banco de Imagem e Som possui uma enorme coleção de fotografias sobre os escoteiros húngaros e do Colégio Santo Américo. Grande parte deste acervo não está identificada. Sua colaboração será bem-vinda no intuito de nos ajudar a obter informações sobre estas imagens.

Texto e pesquisa: Karina Alves Cavalcante

Revisão: Fernanda Scalvi

Fontes:

COLÉGIO Santo Américo: 50 anos: face atual de uma tradição milenar. Escritório Júlio Abe Wakahara. São Paulo, 2000.

ABADIA São Geraldo: Meio século de uma história milenar. Escritório Júlio Abe Wakahara. São Paulo, 2002.

Escoteiros do Brasil

Escotismo

Grupo Escoteiro Jaguary

Mulheres nas Tropas Escoteiras


Voltar





Pesquisar:  


Foram Encontrados 21 Registro(s).
TítuloData Cadastro
Monte Kemel 17/08/2015
Natal e memória no Mosteiro São Geraldo 11/12/2014
Dom Severino Köegl O.S.B. 21/10/2014
Bibliotecas Têm Alma 26/08/2014
O Espírito Beneditino e o Colégio Santo Américo 01/04/2014
Associação de Ex-Alunos 23/09/2013
Associação de Ex-Alunos 23/09/2013
Construção do Colégio Santo Américo 22/01/2013
Arte e Loucura - Referências Bibliográficas 27/09/2012
Arte e Loucura - Artistas 27/09/2012
Arte e Loucura 27/09/2012
Imigração Húngara no Brasil - Parte 2 15/05/2012
Imigração Húngara no Brasil - Parte 1 15/05/2012
Visita do Papa João Paulo II ao Mosteiro São Geraldo de São Paulo 10/02/2012
O Movimento Escoteiro e o Colégio Santo Américo 07/12/2011
Escotismo 06/12/2011
Alguns aspectos técnicos de um acervo histórico empresarial 16/11/2011
O que é o Banco de Imagem e Som? 26/10/2011
Artistas Imigrantes - Referências Bibliográficas 01/08/2011
Artistas Imigrantes 28/07/2011
Memória Oral 25/05/2011